A TV VIROU GOURMET

Postado dia 08 de abril de 2016, em Pitadas Gastronômicas

 

     Quase nunca vejo TV, e isso não é para parecer pós moderna, engajada ou diferente dos outros, não vejo porque não tenho muita paciência para a maioria da programação. Mas, como boa aspirante a cozinheira tenho visto programas que se dizem gastronômicos com uma certa frequência, e como adoro escrever sobre tudo, anotei impressões sobre o assunto e a cada programa que vejo penso: que diabos é esse comida que estamos aprendendo a fazer?

     O mundo de Rodrigo Hilbert, no seu Tempero de Família (GNT) tem um que meio nostálgico, uma ideia na mão, uma câmera na cabeça e um sitio com muito verde para chamar de seu. O ator fala da boa vida das galinhas, mostra o sol entrando e não dispensa as gotas de suor do seu rosto, sensualmente exploradas. Não aguentei quando ele cozinhou um pato numa panela de pressão, desfiado grosseiramente para se juntar a um arroz triste e sem graça. Ele usa até milho enlatado, mas o seu cabelo é impecável.

     Mas gente bonita não é sinônimo de comida tosca, Rita Lobo a ex modelo, esbanja conhecimento técnico no seu Cozinha Prática (GNT). Alimentos básicos e versáteis como feijão, arroz e ervas desfilam em sua bancada. Geralmente são receitas rápidas de boa execução, com fácil linguagem até para o mais leigos no assunto. Gosto até das fotos com a excelente produção que faz de cada prato, isso mostra que a estrela não é a própria Rita, mas a comida. É um programa de receitas possíveis, seria a nossa salvação da gourmetização?

     A coisa piora muito na cozinha da atriz global Carolina Ferraz, o tal toque gourmet que ela busca me dá nos nervos, e os coquetéis para harmonizar com o prato são sempre estranhos. Tentei um frango que não ficou bom e quando penso em suas receitas prefiro uma xícara de chá de hibisco gelada. Mas tudo pode piorar com a Bela Gil que apresenta coisas supostamente saudáveis capazes de desenvolver o apetite em velocidade fora do comum para alimentos como melancia grelhada, purê de nabo ou inhame ao forno com alguma erva selvagem.

     E o que falar da invasão francesa, nesse quesito sou suspeita. Não dá para falar sobre programa de comida brasileiro sem falar de Claude Troisgros. Pioneiro Claude se reinventa a toda hora, com novos programas e formatos. Seu colega Olivier Anquier também faz um ótimo trabalho sozinho. Esses são somente os programas que vejo, no Brasil há de tudo e ao que parece a TV ainda guarda muitas surpresas para os nossos estômagos. Eu fico com o que funciona, porque antes de ser gourmet, eu gosto é de comida boa.

Comentários

AÍLA ALMEIDA

Leitora compulsiva, levo a vida a assistir filmes, escrever textos que me acalma e fazer bolos. Queria saber desenhar e costurar. Quero passar um tempo em Paris, pular de para quedas, criar mais um cachorro. Queria se poliglota, estudo inglês, francês e italiano a anos. Ao que tudo indica nasci no século errado.

Postado dia 08 de abril de 2016, em Pitadas Gastronômicas

COMO ÁGUA PARA CHOCOLATE E O VALOR DA COMIDA

 

        Como Água para Chocolate é um filme mexicano de 1992 com roteiro de Laura Esquivel baseado no livro homônimo da mes[...]

LEIA MAIS
Postado dia 08 de abril de 2016, em Pitadas Gastronômicas

ALEX ATALA NO NETFLIX

    No segundo episódio da segunda temporada de Chef’s Table série documental da Netflix, Alex Atala fala do principal ingrediente em s[...]

LEIA MAIS
Postado dia 08 de abril de 2016, em Pitadas Gastronômicas

COZINHA É ARTE?

    Esse último fim de semana voltaram as minhas aulas do curso de gastronomia, posso dizer que essa foi efetivamente a aula mais prática que tive até agora. Aprender a identifi[...]

LEIA MAIS
Postado dia 08 de abril de 2016, em Pitadas Gastronômicas

SOBRE A GASTRONOMIA

     Estou indo para o segundo período do meu curso de Gastronomia, desde que vesti a dólmã vi que minha responsabilidade e interesse pelo assunto só aumentou. Ainda nã[...]

LEIA MAIS