TRUFA NEGRA: O DIAMANTE DA GASTRONOMIA

Postado dia 24 de novembro de 2013, em Pitadas Gastronômicas

Se algo não dá emoção não significa nada para mim, uma das melhores emoções que tenho são as gastronômicas, aquelas que agradam os sentidos como o paladar, o aroma e a vista. Essas emoções são testadas em meu restaurante preferido, uma cantina italiana, aqui na minha cidade que serve um Fettuccini al tartufi nero, a trufa negra é o ingrediente protagonista. Gosto de seguir a tradição e antes desse prato principal peço a entrada, que é sempre um Focaccia de alecrim, e após um doce.



A trufa negra é o diamante negro da gastronomia, é um fungo que brota espontaneamente de novembro a março nos bosques da Úmbria, região que fica no centro da Itália, mas ele dá também em outros países como França e Alemanha, são encontrados também, no Óregon Estados Unidos e na Nova Zelândia. Lendo sobre o assunto soube que o apreço e os aspectos culturais e simbólicos que a trufa negra exerce na Itália é tão grande que a população encontra formas de preserva-la.


Reitero o pensamento da maioria, o seu sabor é inigualável, me arrisco a dizer, que tem um gosto que remete a nozes, porém muito mais aromático, suave, refinado, com um que de sensual. O prato de massa é mero coadjuvante, as trufas são o elemento central, a alegria do prato e do momento gastronômico, não podem ser misturadas com ingredientes de sabores fortes, como alho ou manjericão, degustar um prato preparado com elas, vai além da experiência meramente gastronômica, é algo sensorial. O segredo da gastronomia italiana não é algo rebuscado, as receitas são simples, mas, os ingredientes são de qualidade.


Acredito que o prazer dessa lembrança, em degustar um prato de azeite e massa com um toque trufado, está em entender que as melhores coisas da mesa e da vida são muito mais simples do que a gente imagina. 

Comentários

AÍLA ALMEIDA

Leitora compulsiva, levo a vida a assistir filmes, escrever textos que me acalma e fazer bolos. Queria saber desenhar e costurar. Quero passar um tempo em Paris, pular de para quedas, criar mais um cachorro. Queria se poliglota, estudo inglês, francês e italiano a anos. Ao que tudo indica nasci no século errado.

Postado dia 24 de novembro de 2013, em Pitadas Gastronômicas

COMO ÁGUA PARA CHOCOLATE E O VALOR DA COMIDA

 

        Como Água para Chocolate é um filme mexicano de 1992 com roteiro de Laura Esquivel baseado no livro homônimo da mes[...]

LEIA MAIS
Postado dia 24 de novembro de 2013, em Pitadas Gastronômicas

ALEX ATALA NO NETFLIX

    No segundo episódio da segunda temporada de Chef’s Table série documental da Netflix, Alex Atala fala do principal ingrediente em s[...]

LEIA MAIS
Postado dia 24 de novembro de 2013, em Pitadas Gastronômicas

COZINHA É ARTE?

    Esse último fim de semana voltaram as minhas aulas do curso de gastronomia, posso dizer que essa foi efetivamente a aula mais prática que tive até agora. Aprender a identifi[...]

LEIA MAIS
Postado dia 24 de novembro de 2013, em Pitadas Gastronômicas

SOBRE A GASTRONOMIA

     Estou indo para o segundo período do meu curso de Gastronomia, desde que vesti a dólmã vi que minha responsabilidade e interesse pelo assunto só aumentou. Ainda nã[...]

LEIA MAIS