LAGOSTA À THERMIDOR: UM PRATO SAUDOSISTA

Postado dia 04 de janeiro de 2014, em Pitadas Gastronômicas

            Indiscutivelmente A Lagosta à Thermidor tem tudo de bom. Não só apresenta um dos ingredientes mais sofisticados de qualquer despensa, mas o combina com um dos mais ricos: queijo, creme de leite, vinho e conhaque. Este prato já ficaria delicioso se fosse servido numa simples travessa branca, mas naquela casca magnífica, é um espetáculo para os olhos, nariz e pupilas gustativas. O calor daquela armadura avermelhada adicionado ao aroma da praia, assim como chega a sua mesa, é o paraíso! E ainda tem o melhor nome: Thermidor.


            Os revolucionários franceses rebatizaram os meses com nomes que tinha a ver com o clima! Termidor fazia referência ao calor do verão, e ficou famoso por um dos últimos acontecimentos violentos da Revolução, quando Robespierre foi denunciado, preso e decapitado.


            O prato foi criado em 1894, quando o acontecimento histórico mencionado virou peça de teatro em Paris, o restaurante que mais cresceu foi o Chez Marie cuja placa tinha Hoje Lagosta Thermidor. A peça teatral não conheceu sucesso, o prato então, tornou-se célebre, sendo um sucesso instantâneo desde a sua criação. Chefes de toda Paris incluíram essa pequena joia em seu arsenal culinário e a levaram com eles conforme viajavam pelo mundo.


            Na mesma época, com a França vivendo sua Belle Époque, muitos visitantes vinham experimentar os vinhos finos e a comida, e os procuravam nos restaurantes quando voltava para casa. Nos Estados Unidos tornou-se popular quando Julia Child publicou uma receita por volta de 1960. O que me impressiona é o poder que este nome tem ainda hoje. Ver Lagosta à Thermidor no cardápio é um sinal de noite especial.

Comentários

AÍLA ALMEIDA

Leitora compulsiva, levo a vida a assistir filmes, escrever textos que me acalma e fazer bolos. Queria saber desenhar e costurar. Quero passar um tempo em Paris, pular de para quedas, criar mais um cachorro. Queria se poliglota, estudo inglês, francês e italiano a anos. Ao que tudo indica nasci no século errado.

Postado dia 04 de janeiro de 2014, em Pitadas Gastronômicas

COMO ÁGUA PARA CHOCOLATE E O VALOR DA COMIDA

 

        Como Água para Chocolate é um filme mexicano de 1992 com roteiro de Laura Esquivel baseado no livro homônimo da mes[...]

LEIA MAIS
Postado dia 04 de janeiro de 2014, em Pitadas Gastronômicas

ALEX ATALA NO NETFLIX

    No segundo episódio da segunda temporada de Chef’s Table série documental da Netflix, Alex Atala fala do principal ingrediente em s[...]

LEIA MAIS
Postado dia 04 de janeiro de 2014, em Pitadas Gastronômicas

COZINHA É ARTE?

    Esse último fim de semana voltaram as minhas aulas do curso de gastronomia, posso dizer que essa foi efetivamente a aula mais prática que tive até agora. Aprender a identifi[...]

LEIA MAIS
Postado dia 04 de janeiro de 2014, em Pitadas Gastronômicas

SOBRE A GASTRONOMIA

     Estou indo para o segundo período do meu curso de Gastronomia, desde que vesti a dólmã vi que minha responsabilidade e interesse pelo assunto só aumentou. Ainda nã[...]

LEIA MAIS