SOBRE A REPÚBLICA

Postado dia 06 de abril de 2013, em Natureza e Sociedade


            Quando criança vivi numa família que assumia cargos políticos em minha cidade, cresci ouvindo meu pai dizer que fazer política era servir ao bem comum, achava aquilo tão bonito que me fascinava sobremaneira, quando descobri que vivia num regime chamado República fiquei orgulhosa em saber que  significava o governo de todos e estava relacionada a coisa pública.


            Com o tempo vi que existia uma discrepância entre os fundamentos teóricos e a prática, principalmente no Brasil, onde a República foi instaurada através de um golpe defendendo interesses de poucos e não do povo propriamente dito. Mas a virtude republicana corresponde ao meu ideal político. Cada vida encarna a dignidade  da pessoa humana que se encontra acima de tudo e de todos os outros interesses.


            Qualquer prática que defenda interesses particulares degenera o ideal republicano. A pessoa humana livre, criadora e sensível é quem detém o poder de escolha dos sistemas, mas efetivamente na prática as massas continuam arrastadas por uma dança infernal de imbecilidade e embrutecimento. Mas creio profundamente na humanidade. Sei que o câncer que corrói os interesses públicos colocando-os abaixo dos particulares há muito deveria ter sido extirpado.


            E quem são os culpados? Na atualidade são vários: sistema de ensino, imprensa, mundo dos negócios, mundo político. Tenho forte amor pela justiça e pelo compromisso social e cada vez mais o cenário de nossa era é difícil em tempos em que a humanidade se apaixona por finalidades irrisórias que têm por nome a riqueza, a glória e o luxo. 

Comentários

AÍLA ALMEIDA

Leitora compulsiva, levo a vida a assistir filmes, escrever textos que me acalma e fazer bolos. Queria saber desenhar e costurar. Quero passar um tempo em Paris, pular de para quedas, criar mais um cachorro. Queria se poliglota, estudo inglês, francês e italiano a anos. Ao que tudo indica nasci no século errado.

Postado dia 06 de abril de 2013, em Natureza e Sociedade

EMANUEL MACRON NOS BASTIDORES DA VITÓRIA

Vi, mas uma excelente produção da Netflix, Macron nos bastidores da Vitória (2017) que segue a trajet[...]

LEIA MAIS
Postado dia 06 de abril de 2013, em Natureza e Sociedade

O TENETISMO NUMA NARRATIVA ELETRIZANTE

 

    Tenentes (2016) é um livro do jornalista Pedro Dória que se valeu de um acontecimento meio obscuro na história do Brasil (O Tenentismo) para escrever um texto e[...]

LEIA MAIS
Postado dia 06 de abril de 2013, em Natureza e Sociedade

VIVEMOS NUM MUNDO LÍQUIDO

No início desse ano morreu Zigmund Bauman, filósofo polonês que definiu o nosso mundo contemporâneo como sendo “líquido”, mas o que formaria esse conceito e esses n[...]

LEIA MAIS
Postado dia 06 de abril de 2013, em Natureza e Sociedade

AFINAL DE CONTAS O QUE É FEMINISMO?

 

    A história das mulheres é uma história de esquecimentos, já que o mundo sempre foi explicado pelos homens. O feminismo nos [...]

LEIA MAIS