OS CABELOS ATRAVÉS DA HISTÓRIA

Postado dia 06 de junho de 2013, em Natureza e Sociedade



A história do homem é também a história dos cabelos e a relação que estes formam para a personalidade e a identidade corporal do indivíduo. A cabeleira tem sido sustentáculo de poder, de força e de sedução. Na Grécia Antiga cortar e oferecer os cabelos era um sinal de sacrifício aos deuses. Desde os indígenas até a Segunda Guerra Mundial a cabeleira dos  vencidos sempre foi exibida como troféu. Na França de Luiz XV o uso de perucas era a expressão da situação social e do poder.


Para  a mulher os cabelos são a grande expressão da feminilidade, beleza e sedução. O corte de cabelo como punição as mulheres existe desde os tempos bíblicos até a Idade Média, passando pelo século XX. Na França após a ocupação nazista cerca de vinte mil mulheres francesas tiveram a cabeça raspada simplesmente por terem dormido ou serem simpatizantes dos alemães.


As lendas em relação e a realidade em relação aos cabelos femininos fazem parte do imaginário coletivo da humanidade, para mim as mais expressivas são Lady Godiva, aristocrata anglo-saxônica que teria andando nua, coberta com os cabelos como punição aos impostos cobrados por seu marido. Uma outra imagem que para mim é recorrente é a da alemã Olga Benário de cabeça raspada entregue aos nazistas pelo governo de Getúlio Vargas. Não é exagero dizer que o cabelo e o uso deste é a expressão da mulher com o seu mundo exterior, não é exagero ouvir a máxima antes de me apaixonar por ela gostei dos seus cabelos.

Comentários

AÍLA ALMEIDA

Leitora compulsiva, levo a vida a assistir filmes, escrever textos que me acalma e fazer bolos. Queria saber desenhar e costurar. Quero passar um tempo em Paris, pular de para quedas, criar mais um cachorro. Queria se poliglota, estudo inglês, francês e italiano a anos. Ao que tudo indica nasci no século errado.

Postado dia 06 de junho de 2013, em Natureza e Sociedade

EMANUEL MACRON NOS BASTIDORES DA VITÓRIA

Vi, mas uma excelente produção da Netflix, Macron nos bastidores da Vitória (2017) que segue a trajet[...]

LEIA MAIS
Postado dia 06 de junho de 2013, em Natureza e Sociedade

O TENETISMO NUMA NARRATIVA ELETRIZANTE

 

    Tenentes (2016) é um livro do jornalista Pedro Dória que se valeu de um acontecimento meio obscuro na história do Brasil (O Tenentismo) para escrever um texto e[...]

LEIA MAIS
Postado dia 06 de junho de 2013, em Natureza e Sociedade

VIVEMOS NUM MUNDO LÍQUIDO

No início desse ano morreu Zigmund Bauman, filósofo polonês que definiu o nosso mundo contemporâneo como sendo “líquido”, mas o que formaria esse conceito e esses n[...]

LEIA MAIS
Postado dia 06 de junho de 2013, em Natureza e Sociedade

AFINAL DE CONTAS O QUE É FEMINISMO?

 

    A história das mulheres é uma história de esquecimentos, já que o mundo sempre foi explicado pelos homens. O feminismo nos [...]

LEIA MAIS