JOAQUIM NABUCO E O PROJETO DE BRASIL QUE NAUFRAGOU

Postado dia 29 de janeiro de 2015, em Natureza e Sociedade

 

            No crepúsculo do século 19 houve um projeto de Brasil que naufragou. Era um projeto mais coerente, pelo menos do ponto de vista da elite imperial que o pensava e o planejava. Bem diferente do caos republicano que se instaurou em seguida, liderado por líderes militares toscos e autoritários que nem de longe lembravam o refinamento e o preparo para as funções de Estado de um Joaquim Nabuco.

            Natural de Recife, Nabuco passou a infância num engenho no interior de Pernambuco. Aos 8 anos mudou-se para a casa dos pais, no Rio de Janeiro, e passou a frequentar os salões da corte. Era um ambiente solene, que valorizava a etiqueta, a oratória e os gestos teatrais. Na faculdade de Direito foi colega de Rui Barbosa e de Castro Alves. Ao lado de Machado de Assis fundou a Academia Brasileira de Letras.

            Influenciado por ideias liberais inglesas ele acreditava que o Brasil estava condenado a viver no passado enquanto não resolvesse a herança escravocrata. Ele entendia que era preciso incorporar os escravos à sociedade. Defensor das instituições, era contra rupturas no processo político e achava que a Monarquia Parlamentar à moda inglesa, era preferível à república.

Coral 002

            O Brasil do Império era um país de poucos para poucos. Era uma sociedade que excluía, mulheres, negros, mulatos e pobres. A república se consolidou com seus erros e acertos. O Brasil não pode esperar o projeto de Nabuco que levaria anos para se consolidar, mas talvez fosse mais benéfico para o país já que pretendia incluir todos os brasileiros.

Comentários

AÍLA ALMEIDA

Leitora compulsiva, levo a vida a assistir filmes, escrever textos que me acalma e fazer bolos. Queria saber desenhar e costurar. Quero passar um tempo em Paris, pular de para quedas, criar mais um cachorro. Queria se poliglota, estudo inglês, francês e italiano a anos. Ao que tudo indica nasci no século errado.

Postado dia 29 de janeiro de 2015, em Natureza e Sociedade

EMANUEL MACRON NOS BASTIDORES DA VITÓRIA

Vi, mas uma excelente produção da Netflix, Macron nos bastidores da Vitória (2017) que segue a trajet[...]

LEIA MAIS
Postado dia 29 de janeiro de 2015, em Natureza e Sociedade

O TENETISMO NUMA NARRATIVA ELETRIZANTE

 

    Tenentes (2016) é um livro do jornalista Pedro Dória que se valeu de um acontecimento meio obscuro na história do Brasil (O Tenentismo) para escrever um texto e[...]

LEIA MAIS
Postado dia 29 de janeiro de 2015, em Natureza e Sociedade

VIVEMOS NUM MUNDO LÍQUIDO

No início desse ano morreu Zigmund Bauman, filósofo polonês que definiu o nosso mundo contemporâneo como sendo “líquido”, mas o que formaria esse conceito e esses n[...]

LEIA MAIS
Postado dia 29 de janeiro de 2015, em Natureza e Sociedade

AFINAL DE CONTAS O QUE É FEMINISMO?

 

    A história das mulheres é uma história de esquecimentos, já que o mundo sempre foi explicado pelos homens. O feminismo nos [...]

LEIA MAIS