Na Estante

PERSÉPOLIS DE MARJANE SATRAPI

      Persépolis (2012) é uma História em Quadrinhos de notável qualidade de traço e construção literária. A história é autobiográfica, Marjane Satrapi, a autora, tinha 10 anos quando em 1979, aconteceu no Irã a Revolução Iraniana. A família de Satrapi era comunista com conceitos liberais e ocidentais. Em 1983, ela foi enviada para Áustria ficando longe dos anos difíceis da revolução, mas enfrentando com muita coragem todas as dificuldades da mudança.

persepolis1

      Seguimos a jornada de Marjane, enfrentamos com ela as dificuldades das mudanças em seu país e de ser uma estrangeira numa cultura diferente. É um história interessante, emocionante, contada com incrível sensibilidade. Ela conta sua estória de um ponto de vista proativo e nem um momento assume papel de vitima, lutando pelas conquistas que deseja. A reconstrução histórica é um outro aspecto bastante interessante, a revolução iraniana vista pelo olhar de quem participou do processo nos ajuda a compreender os elementos que tornaram o Irã na bomba relógio que é hoje.

satrapi-persepolis-im

      Ela não abre mão de suas preferências ocidentais, e tem coragem de enfrentar o mundo. Persépolis ajuda a desconstruir os estereótipos que temos da cultura árabe, existem sim muitas pessoas que estão longe de serem extremistas religiosos, nos lembrando que generalizar não é o melhor caminho. O visual gráfico do HQ torna a história até mais interessante de ser contada, emociona com profundidade, para quem deseja ler quadrinhos e ver que é algo além de trabalho infantil, Persépolis é uma ótima opção.

Comentários