VOCÊ ESTÁ NO CONTROLE?

Postado dia 30 de maio de 2016, em Misturas Filosoficas

 

Man jumping into pool with inflatable pool toy

        Vendo uma dessas séries de TV que falam sobre o universo fica bem claro que o que nos distingue dos outros seres do nosso planeta é a noção do tempo e a nossa capacidade criativa. É isso que nos torna humanos, mas a consciência da morte e a incerteza do seu dia, gera inevitavelmente a necessidade de que podemos controlar tudo ao nosso redor, criando a ilusão de que temos certezas e convicções a respeito da vida, das pessoas e do mundo. E assim, vamos fingindo que tudo está sob controle desde as nossas finanças, passando por nossa saúde, o casamento, a relação com os amigos. Até que a vida de forma muito faceira, vai retirando os véus e nos mostrando a nossa incapacidade de controle.

Sound technician adjusting dial on mixing desk, close-up

        Esses véus podem ser retirados depois de um exame de rotina em que se descobre um tumor, após uma complicação no trânsito inesperada, após a descoberta de uma traição. São eventos que não escolhe, cor, raça, idade, classe social ou credo. O que mostram é que não temos controle de nada. Atormentados por choques brutais de realidade, entendemos que vivemos em constante transformação. Aqueles que sofrem de uma doença grave, ou um acidente quase fatal, saem na dianteira porque ganham de presente a real percepção da incerteza e transitoriedade de tudo.

Let's Go Fly A Kite !

        Não sabemos de nada e a melhor opção para passar por essa aventura terrena é sentir e experimentar. É uma falácia a sensação que podemos alienar posses, bens, certezas, títulos e poderes. O grande valor da vida é ser, precisamos ter a ideia que o mundo vai permanecer depois de nós. Enquanto andamos pela vida fingindo que temos o controle nossas certezas seguem desmoronando. Descobri em 2013 com o diagnóstico de câncer a minha incapacidade de controle, hoje sigo tentando controlar a única coisa que talvez tenhamos controle, o pensamento.

Comentários

AÍLA ALMEIDA

Leitora compulsiva, levo a vida a assistir filmes, escrever textos que me acalma e fazer bolos. Queria saber desenhar e costurar. Quero passar um tempo em Paris, pular de para quedas, criar mais um cachorro. Queria se poliglota, estudo inglês, francês e italiano a anos. Ao que tudo indica nasci no século errado.

Postado dia 30 de maio de 2016, em Misturas Filosoficas

FELICIDADE OU MORTE

 

    O livro Felicidade ou Morte (2016) de Leandro Karnal e Clóvis de Barro Filho é resultado de um seminário gravado entre os dois autores. De linguagem fácil e [...]

LEIA MAIS
Postado dia 30 de maio de 2016, em Misturas Filosoficas

SOBRE BOM HUMOR

 

     Ontem conversei com uma amiga querida sobre o tempo que deveríamos ficar tristes pelas coisas da vida. Ela me disse que achava até que eu ficava pouco triste,[...]

LEIA MAIS
Postado dia 30 de maio de 2016, em Misturas Filosoficas

O MEU EU IDEAL

 

         Manter a geladeira sempre arrumada, usar pouco o celular nos fins de semana, ler menos notícia política e mais Cl[...]

LEIA MAIS
Postado dia 30 de maio de 2016, em Misturas Filosoficas

O MISTÉRIO DO TEMPO

       A coisa mais enigmática que existe é o tempo ele acaba com tudo, desde as árvores, as construções, passando por bichos e humanos, mas o pior é que acaba sobretudo, [...]

LEIA MAIS