PARA FAZER VALER O DIA

Postado dia 09 de dezembro de 2015, em Misturas Filosoficas

 

         Uma das melhores coisas que me aconteceu foi me libertar do medo de ser piegas. Ontem recebi uma amiga querida em casa, para um café e boas risadas e pensei em escrever esse texto. Acho que devemos fazer algo para o dia valer a pena. Acredito que sempre tem alguma coisa, ontem meu dia valeu a pena por essa visita. Mas sempre encontro algo, um filme, um livro novo, um texto que consigo produzir, uma roupa nova, um enfrentamento de uma situação.

         Tem gente que valoriza apenas as super vitórias como ganhar um aumento, um emprego novo, ou ser pedida em casamento. Quando se tem essa sensação parece que no dia que não acontece algo extraordinário, o dia não valeu a pena ou até mesmo que a vida não é boa e seguem cultivando suas angústias existenciais. Nas últimas semanas os meus dias foram salvos pelos detalhes. Um domingo valeu pelo livro que fala no romance de Joaquim Nabuco com uma bela mulher do seu tempo. Uma segunda pelo um café na padaria com uma amiga, uma quarta por uma pequena compreensão de mim, na quinta um jantar com as amigas que venceram o câncer e na sexta a incrível sensação de voltar a dirigir mesmo que seja só até o supermercado ou ao próximo quarteirão.

         Mas tem dias que se arrastam lentamente e passam a sensação que não servem para nada. Mas estou aqui para dizer, que até a tristeza pode tornar um dia especial, a questão é que não ficaremos sabendo na hora, mas lá adiante naquele lugar chamado futuro, onde tudo se justifica. A única forma que encontrei para esperar com entusiasmo o dia de amanhã é não deixar o dia de hoje partir inutilmente.

Comentários

AÍLA ALMEIDA

Leitora compulsiva, levo a vida a assistir filmes, escrever textos que me acalma e fazer bolos. Queria saber desenhar e costurar. Quero passar um tempo em Paris, pular de para quedas, criar mais um cachorro. Queria se poliglota, estudo inglês, francês e italiano a anos. Ao que tudo indica nasci no século errado.

Postado dia 09 de dezembro de 2015, em Misturas Filosoficas

FELICIDADE OU MORTE

 

    O livro Felicidade ou Morte (2016) de Leandro Karnal e Clóvis de Barro Filho é resultado de um seminário gravado entre os dois autores. De linguagem fácil e [...]

LEIA MAIS
Postado dia 09 de dezembro de 2015, em Misturas Filosoficas

SOBRE BOM HUMOR

 

     Ontem conversei com uma amiga querida sobre o tempo que deveríamos ficar tristes pelas coisas da vida. Ela me disse que achava até que eu ficava pouco triste,[...]

LEIA MAIS
Postado dia 09 de dezembro de 2015, em Misturas Filosoficas

O MEU EU IDEAL

 

         Manter a geladeira sempre arrumada, usar pouco o celular nos fins de semana, ler menos notícia política e mais Cl[...]

LEIA MAIS
Postado dia 09 de dezembro de 2015, em Misturas Filosoficas

VOCÊ ESTÁ NO CONTROLE?

 

        Vendo uma dessas séries de TV que falam sobre o universo fica bem claro que o que nos distingue dos outros seres do nosso planeta é a noção do tempo e a[...]

LEIA MAIS