Misturas Filosoficas

OS PLANOS SÃO NOSSOS E NÃO DO UNIVERSO

Me dei conta que passei a vida fazendo planos os mais diversos possíveis, já quis morar em outro país, ajudar crianças na África, morar em um mosteiro ou fazer bolos para vender. Eram desejos tão profundos, tão sinceros e tão sentidos que eu tinha certeza que aconteceriam. As vezes estamos tão satisfeitos ou insatisfeitos com nossa vida e não imaginamos que portas inusitadas podem se abrir para um mundo novo nunca planejado.

    A ideia de planejar tudo, imaginar a vida como uma engrenagem de parafusos que tenham lugar e espaço coerentes é uma falácia, e sobretudo uma grande ilusão. Nada está sob controle, a vida e o universo são elementos soberanos capazes de nos levar para os caminhos mais incríveis ou para infernos inimagináveis. O planejamento exacerbado gera na maioria das vezes o inferno da frustação.

    O universo nunca entrega o que promete. Aliás, ele nunca prometeu nada você que ouve vozes. O resultado de um exame de rotina pode colocar tudo de cabeça para baixo, o face book aberto do seu namorado pode fazer revelações bombásticas. Você não imaginava que pudesse ter tantos amigos, ou que aquela amiga que jurava amor eterno era apenas uma companhia transitória do cotidiano da vida. Quando você se imaginou bela, passou despercebida e quando estava com aquela velha calça passeando no shopping de braços dados com seu melhor amigo encontrou um amor. E assim seguem os dias e a vida, a prova de planejamentos e contrariando as nossas vontades e tornando viver uma aventura surpreendente e na maioria das vezes inesperada.

Comentários