Misturas Filosoficas

O OCEANO DO CONHECIMENTO

       Meu melhor momento sempre foi na sala de aula, seja como aluna ou como professora. Depois desse tempo em casa, sem contato com uma sala de aula consegui uma professora de francês e tenho aulas regulares, o mais valioso dessa experiência é o resgate do prazer infantil e inocente de aprender, simplesmente descobrir um novo mundo sem uma finalidade específica. Estudo francês pelo francês. Cada nova palavra, cada nova expressão é uma vitória particular.

      Não tenho vergonha em falar um idioma que não domino, me divirto com meus próprios erros, me torno aprendiz de mim, e da vida, mestre de todos. Algumas pessoas são felizes com o que já sabem, eu não, tenho ânsia em aprender, em descobrir novos mundos e possiblidades. O conhecimento é um oceano sem limites, sem margens, com profundidade imensurável. Luto para que a preguiça não me impeça a grandeza de descobrir algo novo.

      A busca por novos conhecimentos me prende aos instrumentos rudimentares da escrita, lápis e caderno. Desconheço uma técnica melhor para memorização do que anotar aquilo que pretendo aprender. Estudar, ter professor, caderno novo e aprender novas coisas, é uma forma de me manter jovem e ter a doce ilusão utópica que posso ter vinte anos e que é possível sempre recomeçar.

Comentários