Misturas Filosoficas

EU NÃO DECOREI A TABELA PERÍODICA

 

 

        Dia desses vi um desses memes engraçados da internet falando sobre a habilidade em dominar o conhecimento apreendido na escola. E me pus a pensar em sílaba tônica, substantivo próprio, advérbio de lugar, mesóclise, aí surgiu a palavra co-ra-gem trissílaba, talvez não pareça, mas estudamos como funcionários aplicados para fazer o exame do momento, em todas as minhas aspirações profissionais, as bem sucedidas ou não, nunca pensei em ser alguém de exatas. Só a ideia que um dia voltarei a encarar uma fração, sinto um arrepio nada confortável.

tabela

        Raiz quadrada era uma coisa terrível, não esqueço as tardes de estudo na varanda da casa do meu primo mais velho professor de matemática. Lembro de tudo que aprendi no colégio, mas o que realmente ficou guardado foi as pessoas que conheci. Coragem é mais que um trissílabo, vem do latim e significa agire, agir com o coração, mas etimologia não cai no ENEM, logo não será ensinada no colégio. Não decorei a tabela periódica, também não imagino como a lembrança que o hidrogênio possui um próton poderia me ajudar nos meus momentos de angústia e ansiedade.

        Revoluções da República velha, tipos de solos, partes de uma planta, como usar essas informações? E a minha carência de espanhol! Quanta dificuldade em pedir um simples suco no nosso idioma mais próximo. Acho melhor parar, porque a lista é maior do que a quantidade de livros não lidos que tenho. Mas, uma coisa é certa as palavras, não são simplesmente palavras, elas têm uma função a cumprir, são adultas, coitadas, como nós.

Comentários