APRENDENDO A VIVER

Postado dia 15 de julho de 2012, em Misturas Filosoficas



            Sempre procurei entender como certas pessoas poupam de modo excessivo pensando num futuro longínquo. Acho que ser previdente e pensar um pouco no futuro é certo, mas o primordial é procurar melhorar o momento presente. Estamos vivos agora. Para que juntar tesouros que irão se decompor?



            Não devemos sacrificar inteiramente o dia de hoje pelo dia de amanhã. Se você se sente infeliz agora, resolva agora, porque é nesse momento específico que você existe.



            Se pararmos para fazer uma auto avaliação encontraremos milhares de agoras que deixamos de fazer. O lamentável é que os agoras perdidos não têm como ser recuperados. O pior é que há momentos na vida que o arrependimento é profundo e corresponde a uma grande dor, por aquilo que poderíamos ter sido. Acredito que o importante é fazer agora o que é melhor para cada um de nós.


            Penso naqueles que gastam muito tempo estudando a vida que nunca chegam a ter. É só quando esquecemos o que sabemos que começamos efetivamente, a saber.



            O medo é a principal causa dos nossos fracassos presentes. E pior que isso são as opiniões que temos de nós mesmos. A opinião dos outros significa muito pouco, perto daquela que fazemos de nós mesmos. Acho que as pessoas que mais sofrem são aquelas cheias de segurança aparente, porque se julgam muito mal.

            O medo cria uma covardia desnecessária. O melhor antídoto para isso é abandonar o grave julgamento que fazemos de nós mesmos. Vamos correr riscos, eles trazem movimento e nos encorajam para a vida. O caminho é começar a abandonar o nosso egoísmo exacerbado e fazer o melhor para nós pela simples alegria que é viver. 

Comentários

AÍLA ALMEIDA

Leitora compulsiva, levo a vida a assistir filmes, escrever textos que me acalma e fazer bolos. Queria saber desenhar e costurar. Quero passar um tempo em Paris, pular de para quedas, criar mais um cachorro. Queria se poliglota, estudo inglês, francês e italiano a anos. Ao que tudo indica nasci no século errado.

Postado dia 15 de julho de 2012, em Misturas Filosoficas

FELICIDADE OU MORTE

 

    O livro Felicidade ou Morte (2016) de Leandro Karnal e Clóvis de Barro Filho é resultado de um seminário gravado entre os dois autores. De linguagem fácil e [...]

LEIA MAIS
Postado dia 15 de julho de 2012, em Misturas Filosoficas

SOBRE BOM HUMOR

 

     Ontem conversei com uma amiga querida sobre o tempo que deveríamos ficar tristes pelas coisas da vida. Ela me disse que achava até que eu ficava pouco triste,[...]

LEIA MAIS
Postado dia 15 de julho de 2012, em Misturas Filosoficas

O MEU EU IDEAL

 

         Manter a geladeira sempre arrumada, usar pouco o celular nos fins de semana, ler menos notícia política e mais Cl[...]

LEIA MAIS
Postado dia 15 de julho de 2012, em Misturas Filosoficas

VOCÊ ESTÁ NO CONTROLE?

 

        Vendo uma dessas séries de TV que falam sobre o universo fica bem claro que o que nos distingue dos outros seres do nosso planeta é a noção do tempo e a[...]

LEIA MAIS