O MUNDO ART DECÓ

Postado dia 28 de setembro de 2014, em Galeria de Arte

Os anos 1920 foi a época de mudanças comportamentais e estruturais na sociedade, que moldaram aspectos do nosso mundo contemporâneo. Um dos movimentos mais interessantes dessa época foi o Art Decó (1925-1935) que pretendia ser mais do que um movimento artístico moderno, a intenção era ser um movimento cultural que envolvesse aspectos sociais, tecnológicos, econômicos e também artísticos. Foi nessa época que se começa a usar um novo arsenal tecnológico com o uso de materiais como: aço inoxidável, vidro, plástico e alumínio de uma forma mais alongada é o início do culto as máquinas.


Começou como um movimento luxuoso voltado para a burguesia que enriquecera no pós guerra, usava-se materiais que podiam ser produzidos em massa. Rapidamente se tornou modismo internacional. Selecionei aqui algumas áreas de destaque do estilo Art Decó considerando suas principais características como: geometrização das formas, inspiração cubista, inspiração em culturas antigas como Grécia, Egito e África e inovação- tradição.

Auto retrato 1925 (Tâmara no Bugati verde)
Art Decó na pintura- Tamara de Lampicka desenvolveu um estilo que encarnou a folia dos anos 1920, da mulher bela, emancipada, moderna e escandalosa. Personagem de noitadas Nova iorquinas e salões parisienses. 


Art Decó no Design Gráfico-  Poster do filme Metrópolis de 1927 em que se sobressaem a leveza dos detalhes, formas geométricas, monumentos grandiosos e uma clara pretensão moderna. 


Art Decó na Arquitetura- fachadas com rigor geométrico geométrico e ritmo linear com fortes elementos decorativos em materiais nobres. predominância de linhas verticais que tornam o edifício mais alto. 

Art Decó na Moda- roupas mais confortáveis e largas, cabelos curtos, formas achatadas sem o uso do espartilho indicativo dos movimentos de emancipação feminina. Influência do visual vampírico do cinema mudo. 


Art Decó nos interiores- modernidade e sofisticação na decoração com o uso de produtos nobres como o madre perólas, vidros e espelhados, cantos arredondas, com tendência a linhas mais simples. 

Comentários

AÍLA ALMEIDA

Leitora compulsiva, levo a vida a assistir filmes, escrever textos que me acalma e fazer bolos. Queria saber desenhar e costurar. Quero passar um tempo em Paris, pular de para quedas, criar mais um cachorro. Queria se poliglota, estudo inglês, francês e italiano a anos. Ao que tudo indica nasci no século errado.

Postado dia 28 de setembro de 2014, em Galeria de Arte

RENOIR, DE GILLES BOURDOS

 

Renoir (2013) é um filme premiado francês, que fala de grandes figuras da arte, o pintor Pierre-Auguste Renoir e seu filho o cineasta J[...]

LEIA MAIS
Postado dia 28 de setembro de 2014, em Galeria de Arte

DI CAVALCANTI MOSTRA O BRASIL COM SUA ARTE

       Emiliano Di Cavalcanti (1897-1976) pintor expoente da Semana de Arte Moderna de 1922 acreditava que “criar é acima de tudo dar substância ideal ao que existe”. Sua [...]

LEIA MAIS
Postado dia 28 de setembro de 2014, em Galeria de Arte

O QUE É ALGO SURREAL PARA VOCÊ?

 

          O termo surrealismo tem origem num movimento artístico adotado pelo escritor André Breton, com o objetivo de most[...]

LEIA MAIS
Postado dia 28 de setembro de 2014, em Galeria de Arte

CARTIER BRESSON O FOTÓGRAFO DO INSTANTE DECISIVO

     Henry Cartier-Bresson é um fotógrafo francês (1908-2004) considerado um dos maiores fotógrafos de todos os tempos. Ele passou a vida registrando momentos fugazes que jam[...]

LEIA MAIS