Galeria de Arte

AS MELHORES FOTOGRAFIAS BRASILEIRAS QUE MARCARAM ÉPOCA

Esse foi um dos posts mais bacanas que já fiz, escolher cinco imagens da fotografia brasileira não poderia ser fácil. A autoria das fotos foi omitida já que são de ampla divulgação. Como toda escolha é arbitrária, optei por não seguir um conceito definido e deixei que as imagens saltassem absolutas do meu acervo mental. Quando juntei essas cinco imagens senti que todas têm algo em comum carregam o signo da transformação.

March 1951: Residents hurrying to catch transportation on an overcrowded subway. (Photo by Leonard Mccombe/Time & Life Pictures/Getty Images)

Carnaval nos anos 1940- O bonde meio de transporte público mais utilizado na época utilizado por foliões. O que se mostra aqui é a alegria despretensiosa sem grandes produções ou patrocínios. Foi a era de ouro da marchinha de carnaval, consagrando cantoras como Carmen Miranda. Era também o tempo de liberdade com afrouxamento das condutas sociais de uma sociedade mais fechada em regras e comportamento.

Candangos inauguração BrasiliaInauguração de Brasília- Brasília foi inaugurada em 1960 pelo presidente JK no meio do Cerrado, uma cidade moderna no centro do Brasil. Na foto os candangos, os trabalhadores de várias partes do país principalmente o Nordeste, adotaram o discurso do nacionalismo com os braços tinham a ideia de que construíam o progresso. Juscelino, a construção de Brasília e o papel dos candangos constituem um marco indiscutível.

A noiva dos deuses sanguinários (1951)- publicada na legendária revista O Cruzeiro, é o primeiro registro de um ritual secreto do candomblé com a iniciação de filhas de santo de um terreiro de candomblé na Bahia. Tratava-se de um ritual tão reservado que era raramente vivenciado por aqueles que não ingressassem nesse rito de passagem religioso.

leilagravida

Leila Diniz grávida (1971)- a atriz carioca é um dos maiores símbolos da liberdade do gozo pleno da vida e do riso solto. Leila teve a coragem de ir de encontro a um moralismo contraditório que dava de cara com o sexo sem culpa, o rock e as experiências psicodélicas dos anos 60, mas sob jugo de uma Ditadura antiquada e decadente. Sua imagem grávida com postura desafiante tornou-se um marco de contestação.

Cabeças- lembro o quanto essa foto me impressionou nos livros de história da minha adolescência. Essa imagem eternizou o fim de um dos personagens mais míticos que o Brasil já produziu, um ser no qual a ficção e realidade se misturaram em igual medida. A história da caça a lampião que terminou na barbárie exposta nessa fotografia. Essa imagem é mais do que o registro do fato, mas a prova material do poder da vingança do homem.

 

Comentários