ARTE APAIXONADA

Postado dia 01 de agosto de 2014, em Galeria de Arte

            O amor acompanha a humanidade desde sempre é o que os antropólogos chamam de “universal” já que está presente em todas as culturas. O que muda são as formas que ele assumiu ao longo dos tempos. Elaborei uma lista das principais manifestações sobre o amor retratas através das artes, usando como critério de escolha a relevância histórica de cada manifestação artística.


            Memi e Sabu(2465. a.C.)- no antigo Egito estátuas de casais eram colocadas para embelezar as tumbas da elite local e simbolizavam a união eterna. Na inscrição ao pé da estátua o casal é identificado como Memi e Sabu. Apesar do texto não identificar a relação entre eles, acredita-se que eram marido e mulher.


            Vênus de Milo (século 2 a.C.)- os gregos adoravam dois deuses do amor Afrodite e Eros, a quem eles recorriam para pedir ajuda para se lamentar. A estátua grega mais conhecida no mundo é a de Afrodite, conhecida pelos romanos por Vênus, que também era a deusa da beleza.


            Oferenda do Coração (século 15)- durante a Idade Média, surge a ideia de amor cortês. Esta tapeçaria é um exemplo do culto do homem a mulher amada, na figura ele oferece literalmente seu coração a uma bela mulher medieval.


            Eros e Psiquê (1798)- a história de Eros (ou cupido para os romanos) é um exemplo de amor entre deuses e mortais, tema recorrente entre os antigos gregos que foi retomado pelo neoclassicismo.


            Boating (1874)-  quadro do francês Édouard Monet retrata cenas da vida cotidiana de casais do século 19. Jovens que escolhem seus próprios acompanhantes e passeiam sozinhos como esses dois, que navegam tranquilos e apaixonados no rio Sena.


            O Beijo(1886)- escultura do francês Auguste Rodin, uma das mais famosas do mundo representa os amantes adúlteros Francesca e Paolo, que, na obra do italiano Dante Alighieri foram mandados ao inferno por seu amor ilícito. Ela simboliza a tragédia da paixão proibida e sem esperanças.


            E o Vento Levou (1939)- no fim dos anos 1930, foi lançado um dos maiores sucessos do cinema de todos os tempos. A história de amor entre a órfã Scarlett O’Hara e o aventureiro Butler. Retrata as dificuldades de uma paixão para vencer os limites impostos pela sociedade machista e patriarcal.


            O Beijo do Hotel De Ville (1950)- o francês Roberto Doisneau fotografou, em 1950, um casal até então anônimo se beijando em frente ao Hotel de Ville em Paris. A foto virou um símbolo do amor público, desinibido, livre de qualquer barreira social.


            O Beijo(1969)- o espanhol Pablo Picasso pintava todas as mulheres que se apaixonava e foram muitas. Em seus quadros elas surgiam em movimento de transição, acho O Beijo uma das suas obras mais significativas, dentro da temática amor.

Comentários

AÍLA ALMEIDA

Leitora compulsiva, levo a vida a assistir filmes, escrever textos que me acalma e fazer bolos. Queria saber desenhar e costurar. Quero passar um tempo em Paris, pular de para quedas, criar mais um cachorro. Queria se poliglota, estudo inglês, francês e italiano a anos. Ao que tudo indica nasci no século errado.

Postado dia 01 de agosto de 2014, em Galeria de Arte

RENOIR, DE GILLES BOURDOS

 

Renoir (2013) é um filme premiado francês, que fala de grandes figuras da arte, o pintor Pierre-Auguste Renoir e seu filho o cineasta J[...]

LEIA MAIS
Postado dia 01 de agosto de 2014, em Galeria de Arte

DI CAVALCANTI MOSTRA O BRASIL COM SUA ARTE

       Emiliano Di Cavalcanti (1897-1976) pintor expoente da Semana de Arte Moderna de 1922 acreditava que “criar é acima de tudo dar substância ideal ao que existe”. Sua [...]

LEIA MAIS
Postado dia 01 de agosto de 2014, em Galeria de Arte

O QUE É ALGO SURREAL PARA VOCÊ?

 

          O termo surrealismo tem origem num movimento artístico adotado pelo escritor André Breton, com o objetivo de most[...]

LEIA MAIS
Postado dia 01 de agosto de 2014, em Galeria de Arte

CARTIER BRESSON O FOTÓGRAFO DO INSTANTE DECISIVO

     Henry Cartier-Bresson é um fotógrafo francês (1908-2004) considerado um dos maiores fotógrafos de todos os tempos. Ele passou a vida registrando momentos fugazes que jam[...]

LEIA MAIS