A Magia do Cinema

A SEGUNDA TEMPORADA DE NARCOS É MELHOR AINDA

 

         A segunda temporada de “Narcos”, da Netflix com o ator Wagner Moura no papel do traficante Pablo Escobar com direção do brasileiro José Padilha estrou no último 2 de setembro e foi tão boa quanto a primeira. A temporada fala do período em que o traficante fugiu da famosa prisão de “La Catedral”, até ser morto pela caçada do Estado em cima de um telhado em Medellín, que dura aproximadamente um ano e meio.

         Wagner Moura atua de forma grandiosa e consegue mostrar o outro lado de uma grande besta do crime, o de um humano normal, encurralado, neurótico, com mania de grandeza e até com medo. A carga dramática chega a ser um pouco cansativa para o expectador, já que o personagem é carismático e passa uma carga de empatia. Confesso que é difícil perceber a complexidade e o fascínio do personagem, como lidar com uma certa compreensão com alguém tão detestável?

NARCOS

         As imagens de arquivos reais mostram que aquela pessoa sempre existiu e os atos de violência mais bárbaros e terríveis realmente aconteceram. O Escobar criado por Wagner Moura já está na galeria dos grandes vilões da dramaturgia, a construção de um homem que manipulou e subornou os agentes públicos para chegar ao topo de sua atividade, mas que quando é encurralado se mostra somente como um homem psicótico, paranoico e implacável, uma besta ferida possível de ser abatida.

Comentários