“A INCRÍVEL HISTÓRIA DE ADALINE”, UM FILME SOBRE O AMOR E O TEMPO

Postado dia 25 de setembro de 2015, em A Magia do Cinema

 

         A Incrível História de Adaline (2015) é um filme que atende todos os clichês e previsibilidades de um filme mediano de romance, mas não deixa de ser uma história bonita, delicada e sofisticada. A trama conta a história da personagem título interpretada pela famosa Blake Lively, nascida em 1908, Adaline é uma mulher que não consegue mais envelhecer após um acidente de carro. O filme lembra Benjamin Button, mas diferente daquele suas quase duas horas passa incrivelmente rápido.

         A vida de Adaline é contada atravessando as décadas do século 20. Dentro de um universo vintage com cuidadosa reprodução de época, o telespectador é imerso nos anos 20, 30, 40, 50 e 60, até os dias atuais onde a personagem vive sua última história de amor. Entre as vidas abandonadas pela personagem, o milagre da juventude eterna leva o filme a um tom invernal e solitário.

         A história se desenrola quando ela resolve dá um chance para o amor do culto homem que aparece em sua vida.  Os personagens são encantadores e funcionam muito bem, como a filha de Adeline, uma senhora idosa e Harrison Ford no papel de pai do galã. As imagens de São Francisco são tão bonitas e a fotografia tão impecável que dá vontade de ir até lá. Não gostei muito da previsibilidade do romance, nem da sua falta de complexidade, mas o realismo fantástico que ampara a história constrói um resultado delicado, sendo este um agradável filme do gênero.

 

Comentários

AÍLA ALMEIDA

Leitora compulsiva, levo a vida a assistir filmes, escrever textos que me acalma e fazer bolos. Queria saber desenhar e costurar. Quero passar um tempo em Paris, pular de para quedas, criar mais um cachorro. Queria se poliglota, estudo inglês, francês e italiano a anos. Ao que tudo indica nasci no século errado.

Postado dia 25 de setembro de 2015, em A Magia do Cinema

A UNIVERSALIDADE DA CLIENTELA DE NICE DA SILVEIRA

 

         Ver o filme Nice no coração da loucura (2016) é um alento para a alma e o que existe de mais profundo no humanismo, o campo da saúde mental. Nice [...]

LEIA MAIS
Postado dia 25 de setembro de 2015, em A Magia do Cinema

THE CROWN, RESENHA

 

The Crown (2016) produzida pela Netflix foi uma boa surpresa para mim nesses últimos meses do ano. A série se propõe a responder a pergunta: quem é Elisabeth, essa figu[...]

LEIA MAIS
Postado dia 25 de setembro de 2015, em A Magia do Cinema

AQUARIUS É UM FILME QUE PRESERVA A MEMÓRIA

     Aquarius (2016) do diretor Kléber Mendonça é antes de tudo um filme sobre a memória sem saudosismo ou qualquer outro tom piegas.[...]

LEIA MAIS
Postado dia 25 de setembro de 2015, em A Magia do Cinema

A SEGUNDA TEMPORADA DE NARCOS É MELHOR AINDA

 

         A segunda temporada de “Narcos”, da Netflix com o ator Wagner Moura no papel do traficante Pablo Escobar com dire[...]

LEIA MAIS