A BELA DA TARDE COM KATHERINE DENEUVE

Postado dia 21 de maio de 2015, em A Magia do Cinema

 

         Quando eu soube que Katherine Deneuve fez 70 anos um filme passaria insensatamente em minha cabeça A bela da tarde de 1967, de Luís Buñuel que Deneuve fez é a história de uma respeitável jovem esposa que trabalhava secretamente num bordel durante as tardes, uma ou duas vezes por semana. É um filme que entende o erotismo as avessas não na pele nem no suor mas na imaginação.

            A bela da tarde é visto sob a perspectiva de Séverine, a jovem de 23 anos, esposa de cirurgião. É um filme malicioso sobre o terreno da natureza humana, onde uma jovem tem como objeto de paixão somente ela mesma. Seu mundo é de fantasia. Não há sexo explícito no filme e a cena mais famosa é quando um cliente mostra o conteúdo de uma caixinha laqueada primeiro para uma outra jovem, depois para Séverine. Não sabemos o que tem na caixa, mas Buñuel nos faz imaginar que é algo de grande carga erótica.

            Deneuve é perfeita no filme, com sua atuação fria e distante atende bem o caráter desdenhoso e refinado de Buñuel, ele acreditava que as pessoas eram conduzidas na infância a um comportamento sexual que duraria toda a vida. O filme é montado elegantemente, cenário, figurinos, andamento do roteiro. É a história do acomodado profissional de classe média, que tem um casamento que não satisfaz a fantasia de sua mulher. Deneuve no auge da juventude encarna muito bem esse papel que a acompanha por toda a vida.

Comentários

AÍLA ALMEIDA

Leitora compulsiva, levo a vida a assistir filmes, escrever textos que me acalma e fazer bolos. Queria saber desenhar e costurar. Quero passar um tempo em Paris, pular de para quedas, criar mais um cachorro. Queria se poliglota, estudo inglês, francês e italiano a anos. Ao que tudo indica nasci no século errado.

Postado dia 21 de maio de 2015, em A Magia do Cinema

A UNIVERSALIDADE DA CLIENTELA DE NICE DA SILVEIRA

 

         Ver o filme Nice no coração da loucura (2016) é um alento para a alma e o que existe de mais profundo no humanismo, o campo da saúde mental. Nice [...]

LEIA MAIS
Postado dia 21 de maio de 2015, em A Magia do Cinema

THE CROWN, RESENHA

 

The Crown (2016) produzida pela Netflix foi uma boa surpresa para mim nesses últimos meses do ano. A série se propõe a responder a pergunta: quem é Elisabeth, essa figu[...]

LEIA MAIS
Postado dia 21 de maio de 2015, em A Magia do Cinema

AQUARIUS É UM FILME QUE PRESERVA A MEMÓRIA

     Aquarius (2016) do diretor Kléber Mendonça é antes de tudo um filme sobre a memória sem saudosismo ou qualquer outro tom piegas.[...]

LEIA MAIS
Postado dia 21 de maio de 2015, em A Magia do Cinema

A SEGUNDA TEMPORADA DE NARCOS É MELHOR AINDA

 

         A segunda temporada de “Narcos”, da Netflix com o ator Wagner Moura no papel do traficante Pablo Escobar com dire[...]

LEIA MAIS